Caminhos para um bom início na carreira em gerenciamento de projetos

Como em todo segmento, onde o profissional deseja definitivamente entrar em uma determinada área, função, cargo ou mercado, uma estratégia deve ser adotada. E para entrar no mundo de gerenciamento de projetos e ser reconhecido como um profissional de Gestão de Projetos não é diferente.

Esta semana quero trazer este assunto, pois sou muito questionado, principalmente pelos alunos de MBAs em gerenciamento de projetos onde ministros aulas, “Qual seria a melhor forma de entrar definitivamente na carreira de gerenciamento de projetos ?”.

Algumas iniciativas importantes devem ser colocadas em prática e que as vezes não são tão simples, pois geralmente não depende diretamente do profissional, onde no caso estou me referindo as oportunidades.

Mas antes dos conselhos, é importante lembrar que o mais importante é que o profissional (como em qualquer outra profissão) saiba exatamente o que é ser um gerente de projetos e mais ainda, gostar, e muito da profissão. Entender claramente a missão, as responsabilidades, as habilidades e competências que nos dias de hoje são exigidas deste profissional é muito importante. E por final, identificar quais são os benefícios que uma carreira bem estruturada com a de um Gestor de Projetos pode trazer.

Quanto as dicas para iniciar na carreira, os conselhos que gosto de passar são muito simples:

Existem uma frase já um pouco antiga que mostram dois lados importantes que se complementam, que diz que o “Sucesso é o encontro do Estar preparado com a oportunidade”. Isso vale para qualquer profissão, inclusive para profissionais que buscam assumir funções e serem reconhecidos como Gerentes de Projetos.

Um detalhe importante da frase acima é que ambas podem e devem ser buscadas pelo profissional. Vamos ao primeiro lado … “Estar preparado …

O estar preparado é exatamente ter a formação, conhecimento, habilidades e competências. Talvez o mais indicado para quem deseja entrar fortemente em gerenciamento de projetos seria realizar um curso de MBA em gerenciamento de projetos, que  é sem dúvida um grande passo para aqueles que querem se consolidar como especialistas na profissião, pois estes cursos conseguem aliar uma boa abordagem teórica sobre as melhores práticas, técnicas, processos e ferramentas de gerenciamento como também trazer o lado prático, viabilizando a aplicação de todos estes conceitos em situações próximas da realidade.

Um grande ponto positivo (e as vezes o mais importante) nos cursos de MBAs são os contatos e relacionamentos (networking) desenvolvidos entre alunos e professores, que geralmente são profissionais de grande experiência prática de mercado e que tem muito a agregar até mesmo do ponto de vista de orientação profissional (também conhecidos como mentoring e coaching). Outro ponto muito importante é convivência entre alunos com os mesmos objetivos, que ajudam a criar um ambiente de aprendizagem, troca de experiências e até mesmo oportunidades profissionais.

Cursos de rápida duração, como por exemplo os de Extensão também são uma ótima opção em busca das competências necessárias. É possível encontrar instituições conceituadas que disponibilizam cursos rápidos da área entre 3 e 6 meses de duração.

Ainda neste lado da “preparação”, não tem como fugir que o profissional de gerenciamento de projetos hoje precisa do conhecimento amplo da Bíblia PMBOK, como também de demais publicações existentes no mercado, além de estar bem atualizado sobre o mundo de gerenciamento de projetos. Isso tudo vai ao encontro do que o mercado esta realmente precisando: Especialistas em gestão de projetos.

Bom … vamos ao outro lado … “As oportunidades …

As oportunidades só podem ser realmente aproveitas se o profissional realmente estiver preparado. Mas mesmo estando preparado, nem sempre as oportunidades batem na porta. E é nesta hora que o profissional precisa (além da preparação) ter habilidades, jogo de cintura e muitas vezes bons relacionamentos (networking) para identificar e abrir portas.

Talvez a dica mais simples para um profissional que deseja iniciar sua carreira em gestão de projetos e não consegue esta oportunidade em sua organização seja trocar de área ou mesmo de emprego, pois infelizmente as vezes as boas oportunidades estão fora da empresa. Mas nem sempre !!!

Estar “antenado” as oportunidades de projetos, tem bons relacionamentos, saber trabalhar bem o marketing pessoal e estar disposto a assumir os riscos que uma nova função pode trazer, são habilidades que um profissional precisa ter (ou desenvolver) para que possa conquistar as oportunidades.

Se candidatar para assumir projetos de pequeno porte, coordenar uma frente específica de um importante projeto, disseminar conceitos, práticas e a importância da gestão de projetos na organização com foco principalmente nos prazos, custos, riscos e qualidade (que é a maior preocupação dos patrocinadores de projetos) são os caminhos para se ganhar visibilidade, tornar-se referencia e consolidar-se como um profissional de gerenciamento de projetos, que automaticamente será lembrado para assumir posições gerencias quando o assunto é Projetos.

Para finalizar, é importante mencionar que a certificação PMP (Project Management Professional) apesar de ser de suma importância, não deve ser o foco inicial para quem esta buscando consolidar um início na carreira em gestão de projetos, pois esta certificação é orientada para profissionais com certa vivência em gerenciamento de projetos. Mas a certificação deve estar no plano de carreira que qualquer gerente, que no momento certo deve adquiri-la.

Marcos Pires, PMP,  Gerente de escritório de projetos (PMO), professor para cursos de MBA em Gestão de Projetos, instrutor para cursos de certificação PMP e colunistas para jornais, revistas e sites sobre o assunto gerenciamento de projetos.

Email:  marcos.pires.2000@bol.com.br

Perfilhttp://www.linkedin.com/in/marcospiresgp

Twitter: http://www.twitter.com/projetizado

About these ads

12 Comentários

  1. Elaine Junqueira said,

    30/06/2009 às 19:04

    Marcos,

    Show a sua matéria desta semana!

    Curti e já compartilhei!

    beijos
    Elaine

  2. Fabio Van said,

    30/06/2009 às 20:51

    Prezado Marcos,

    Concordo em número, gênero e grau!
    Estar preparado é fundamental e acredito que esta seja a parte mais fácil do processo. Afinal, só depende da força de vontade pessoal.
    Neste ponto (preparação), acredito que a capacitação nas ferramentas gerenciais, como por exemplo, o MS Project e outros Softwares de apoio são também fundamentais.
    Fico feliz em saber que estou trilhando o caminho certo. Agora, falta a parte difícil: Oportunidade!
    Grande abraço e boa sorte para todos aqueles que, como eu, estão buscando entrar no gerenciamento de projetos de cabeça.

  3. Michelle Araujo said,

    01/07/2009 às 00:08

    Muito bom! Conselhos realmente muito úteis, também estou na caminhada. A certificaçao PMP já está no curriculo!
    []´s
    Michelle

  4. 01/07/2009 às 12:48

    Excelentes dicas, meu caro!

    O mercado é atraente e está carente de profissionais, mas não é trivial a entrada nele. O caminho é projetar a carreira.

    Se você quer ser um bom gerente de projetos, o melhor caminho é buscar agregar habilidades gerenciais e aos poucos ir trocando suas atividades técnicas e operacionais por responsabilidades, gestão de pessoas, etc.

    Comecei na área de TI como estagiário em uma indústria química, porém desde que comecei, deixei claro para meu gerente que meu objetivo de carreira não era técnico. Desde então, ele procurou atuar como um facilitador. Como?

    Todos os pequenos projetos que eu poderia tocar sozinho ele deu em minhas mãos, os que não podia, sempre que possível delegava uma parte dele ou alguma atividade importante. Sempre que haviam oportunidades de projetos com outras áreas eu era envolvido ou colocado como ponto focal.

    Para ajudar no meu desenvolvimento, assim que me tornei analista de sistemas, passei a fazer o mentoring dos novos estagiários.

    Quando um projeto de implantação de ERP se iniciou na empresa eu tive a oportunidade de tocar sozinho o mapeamento de todos os processos-chave da companhia, que aumentou ainda mais a minha visibilidade na empresa e meu conhecimento sobre as interações e impactos de cada área da companhia.

    Com o sucesso desse trabalho, tive a oportunidade de assumir a responsabilidade de um importante bloco do projeto de início ao fim, com reporte direto a gerente de projetos nos Estados Unidos.

    Para complementar o conhecimento da prática e acelerar o processo de desenvolvimento, cursei o MBA em Gerenciamento de Projetos na FIAP, que estou em fase de conclusão, desenvolvendo minha monografia com foco em Gerenciamento de Riscos em Projetos de Inovação em Tecnologia de Informação.

    Hoje ainda não exerço propriamente o cargo de Gerente de Projetos, mas já tenho uma considerável experiência gerenciando projetos e coordenando equipes de desenvolvimento, a considerar que sou um profissional de 25 anos de idade e trabalho como trainee em uma operadora de serviços de telecomunicações, já tendo trabalhado no PMO em uma das áreas do job rotation.

    Não tenho dúvidas de onde quero estar ao final do processo, quero ser gerente de projetos!

    Resumindo, o importante é ter muito claro em mente quais são seus objetivos e traçar um projeto de carreira, identificando os principais riscos que devem ser explorados para maximizar as oportunidades na área.

    Abraços,
    Marco Antonio Olive Peres Barbosa

  5. 01/07/2009 às 14:15

    Caro Marcos,

    Parabéns por sua abordagem clara e objetiva sobre este importante tema. Penso que tão importante quanto entrar seja permanescer e crescer.

    Cordialmente,

    Rodrigo Campos
    Diretor Presidente
    Allegro Business Group

  6. Marcantonio Fabra said,

    03/07/2009 às 13:38

    Marcos,
    Textos sempre precisos! Parabéns pelo blog.
    Acredito que, como em qualquer profissão, a troca de experiências é muito importante para trilhar o dificil caminho da gestão de projetos. Eu, particularmente, quando comecei nesta área, “colei” (no bom sentido da palavra) em um experiente gerente de projetos e prestava atenção nas ações feitas por ele. A dica que passo para os meus alunos é justamente esta. Comece pequeno e com os pés no chão, busque um pouco da experiência dos mais experientes, questione, analise, faça networking (existem vários alunos experientes em MBA´s) e aí sim, mostre a sua cara.

    Abraços,
    Marcantonio Fabra, MSc, PMP

  7. Raissa Kahn said,

    03/07/2009 às 22:48

    Descobri seu blog pelo linkedin e achei muito bacana :)
    Bons textos e excelente tema…parabéns =)

  8. 06/07/2009 às 17:35

    Caro Marcos,

    Parabéns pelo texto, muito bem explicativo e orientativo para os iniciantes na carreira. O interessante é ressaltar que as oportunidades vezes aparecem primeiro do que os “estar preparado”, eu digo isso no sentido de que muitas vezes as oportunidades no campo onde você atua o motiva a partir para uma preparação e com isso você fica muito mais qualificado, “preparado”, para quando a oportunidade chegar. Importante ressaltar que temos que somar diversas habilidades para ser um gerente de projetos, sendo elas o conhecimento de gerenciamento como um todo, conhecimento na área de gestão de projetos e o conhecimento técnico na área de atuação, esse ultimo é que muitas vezes nos leva a buscar oportunidades na área de gestão de projetos. Muitos textos e livros dizem que quem gerencia projetos está apto a gerenciar qualquer tipo de projeto, em partes eu concordo que o conjunto de conhecimentos de gestão de projetos pode ser aplicado a qualquer área de atuação, mas conhecer da área é essencial pra que você o faça com excelencia.

    Vou continuar lendo o blog e sempre que possivel darei minha opinião e adicionarei mais informações aos leitores.

    Grande abraço,

    Julio Divietro, PMP

  9. 06/07/2009 às 20:45

    Marcos, sempre replico seus artigos no twitter e sempre recebo agradecimentos por compartilhá-los.
    É muito bacana para quem está em início ou retomada de carreira poder ter como referência “alguém que já chegou lá”.

    Um abraço,

    Ercilia Vianna
    Headhunter at Grupo Foco
    http://www.grupofoco.com.br

  10. Débora Parisi said,

    13/07/2009 às 13:00

    Olá Marcos, como sempre suas matérias são sempre mto uteis… adorei esta! Parabéns…

    Bjus

  11. 07/08/2009 às 01:20

    Olá Marcos,

    Muito bem colocado.

    A evolução passará pelos treinamentos e pelas experiências vividas na prática. Neste sentido, um auxílio muito interessante é “trocar figurinhas” com os SME (subject matter expert).
    Abraço,

    Ernani Marques da Silva, MBA, PMP, PgMP, PMP

    http://www.linkedin.com/in/ernanims

  12. 27/01/2010 às 05:12

    Texto excelente.

    Estou iniciando minha carreira na área e tenho experiência de 3 anos como técnico de automação, onde estruturei o departamento de projetos de uma microempresa, coordenando projetos atravás de conceitos do PMBOK, liderando equipe com 5 técnicos.

    Confesso que me sinto muito inseguro de como conseguir uma oportunidade em gerenciamento de projetos em empresas que tenham uma estrutura para isso, já que onde trabalhei eu precisava “gerenciar” e executar ao mesmo tempo, ou seja, além do plano de projeto, escopo, custos, prazos e riscos, também tinha de desenvolver documentação técnica de execução, o que gera um stress e desmotivação total, pois ninguém é Super-homem. Agora estou na busca de novas oportunidades como estagiário de Engenharia e gostaria de ingressar em uma empresa diretamente no apoio ao gerenciamento de projetos, o que considero um desafio essa minha busca.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: